Lugar do Porto de Pescas, Rabo de Peixe, 9600-118 Rabo de Peixe

Hominis Aqua – APRAP 2015 e 2016

Projeto da  APRAP – Associação de Pescas de Rabo de Peixe – em que o Clube Naval foi parceiro.

 

Introdução

Rabo de Peixe é uma das maiores comunidades dos Açores registando aproximadamente 9.000 residentes que na sua maioria estão ligados ao setor da pesca, o que permite afirmar que esta é a maior comunidade piscatória dos Açores. Esta vila piscatória virada a norte, para além do elevado número de residentes, caracteriza-se pelas fortes ligações que mantém com a Diáspora ao nível cultural e religioso.

“Hominis Aqua”, do Latim “homens de água”, é o título do projeto, que também dá nome ao  livro de Ruben Farias, bem como ao painel de cerâmica que marca o início deste caminhada. O mar mostrou ao mundo o melhor do povo português, os descobrimentos. O mar, a água que nos rodeia a todos nós açorianos é o habitat quase natural para os nosso pescadores. Verdadeiros lobos do mar, são homens que passam a vida na água conquistando arduamente com lágrimas de sal o seu ganha pão. A água é verdadeira vida e como tal transforma-se na principal essência que compõe estes Homens de Água.

 

 

 

O logótipo do projeto, pretende passar a ideia de comunidade, de uma família que representa todos mas também pode representar apenas um agregado familiar (pilar da sociedade), e que está dentro de um mundo de água. Nesta comunidade de homens pescadores, o homem é o ganha pão da família. É o seu representante e como tal a referência que é feita ao homem tem o sentido de humanidade e não apenas de gênero. São homens de água, são uma comunidade de água, do latim “Hominis Aqua”. 

 

 

OBJETIVOS

 

GERAIS ESTRATÉGICOS
1-Apoiar econômica e socialmente estudantes filhos de pescadores com dificuldades. Atribuir bolsas de formação a estudantes filhos de pescadores de Rabo de Peixe.
Apoiar financeiramente na alimentação de estudantes com dificuldades.
Parceria com o CNRP para integração de filhos de pescadores nos núcleos de Bodyboard, Canoagem e Natação, combatendo a exclusão social e promovendo iniciativas que visem a promoção ambiental.
2 – Fazer formação para ativos e potenciar o turismo como complemento ao rendimento dos pescadores Ações de formação em novas tecnologias.
Parceria com entidades ligadas ao turismo, de forma a fomentar:

  • pesca turismo
  • mergulho 
  • couchsourfing

contribuindo para complementar o rendimento dos pescadores.

Desenvolver projetos de promoção do pescado açoriano, através da gastronomia, como forma de potenciar a economia local.
DESENVOLVIMENTO

Projeto que visa aumentar a sustentabilidade do sector, apostando no incentivo à formação dos jovens e adultos e apoiando iniciativas que visem a potencialização de novas áreas de negócio complementares à pesca.

 

RECEITAS DO PROJETO

 

Venda do Livro “Hominis Aqua”

 

 

A publicação do livro de Ruben Farias – “Hominis Aqua”, que acaba por ser um documento com validação científica (tese de mestrado – “A gestão dos recursos humanos na comunidade piscatória de Rabo de Peixe”), pretende partilhar com a comunidade o resultado de anos de pesquisa sobre as pescas em Rabo de Peixe, bem como constituir-se como um documento de reflexão, que aponta que caminhos tomar na procura do equilíbrio e da sustentabilidade que têm faltado ao setor. 

 

 

 

Festival do Caldo de Peixe

 

 

Os pescadores cooperaram na organização das festividades em honra de São Pedro, que sempre foram dinamizadas integralmente com o desconto de 1% do total dos rendimentos dos pescadores,  realizados ao longo do ano. Considerando o cariz cultural e secular desta tradição, só será aceite que o valor, acumulado ao longo do ano, seja empregue na dinamização da festa do “Santo”, que tem como objetivo agradecer e pedir ao seu protetor, São Pedro Gonçalves, mais um ano de proteção, bem como durante três dias da festa do “santo” esquecer todas as amarguras que viveram durante o ano. Deste modo, com o Festival do Caldo de Peixe pretende-se promover o peixe dos Açores e criar receita para o projeto Hominis Aqua,